Este é um dos tratamentos mais procurados para o tratamento de estrias e gordura localizada. A técnica, que se popularizou no Brasil há pouco mais de 2 anos, vem se mostrando além da ‘moda’ dos tratamentos estéticos e, sim, uma forte concorrente entre as terapias mais eficazes no combate as disfunções citadas. O forte embasamento científico para sua utilização é, hoje, a principal força para acreditarmos na Carboxiterapia e investir nos estudos acerca da sua atuação no organismo.

Para te ajudar a entender melhor o mecanismo de ação da técnica e, de uma vez por todas, sanar suas dúvidas sobre os reais usos da terapia, escrevi este texto respondendo as principais dúvidas obre Carboxiterapia, relacionando seu uso com a prática clínica e sobre o que esperar de resultado se aplicada corretamente. Vamos estudar?

Carboxiterapia funciona?

Esta é uma das perguntas mais realizadas a respeito da técnica, além dos pacientes, muitos profissionais que nunca tiveram contato com um aparelho de carboxiterapia também se fazem este questionamento. Carboxiterapia funciona sim, mas, depende para qual finalidade. Antes de te mostrar as reais aplicações da técnica na estética, vou trazer alguns conceitos básicos nas próximas páginas.

O que é Carboxiterapia?

Carboxiterapia é um tratamento estético que se utiliza de dióxido de carbono. O CO2 foi utilizado inicialmente em 1932, na França, com a finalidade de obliterar arteriopatias. Posteriormente, algumas pesquisas clínicas foram realizados e
evidenciaram que a terapia com CO2 tem a capacidade de aumentar o fluxo sanguíneo femoral e a pressão arterial. Sabe-se que o gás é um excelente vasodilatador, e atualmente existe o apelo da carboxiterapia ser eficiente para o tratamento de gordura localizada, estrias, celulite, alterações cicatriciais, olheiras, flacidez de pele, entre outras afecções. É importante ressaltar que, não existe
comprovação científica que a referida técnica trata todas as afecções citadas acima, e na sequência deste artigo vou falar sobre essas polêmicas.

Como funciona a carboxiterapia?

A carboxiterapia é uma intervenção que faz uso de gás carbônico (Dióxido de
Carbono ou CO2 ), substância gasosa, inodora (depende do local de aplicação)
e incolor, que perfura o tegumento com o auxílio de uma fina agulha estéril.
O tratamento pode gerar inúmeras respostas fisiológicas, dependendo dos
parâmetros utilizados e local alvo do tratamento, mas as principais são:

  • Vasodilatação;
  • Estímulo de lipólise;
  • Ruptura de adipócitos;
  • Processo inflamatório controlado;
  • Estímulo de proliferação de fibroblastos;
  • Produção de colágeno;

 

Quais alterações estéticas podem ser tratadas com Carboxiterapia?

Segundo pesquisas científicas, podemos usar Carboxiterapia para tratar estrias e flacidez de pele?

Sim, Carboxiterapia é um excelente recurso para o tratamento de estrias e também flacidez de pele. A ação mecânica gerada pela associação do “trauma” da agulha e pela introdução do gás, tem a capacidade de promover um processo inflamatório e migração de fibroblastos para a região da agressão. Sua posterior proliferação estimula a síntese de colágeno e de outras moléculas do tecido conjuntivo, como a fibronectina, glicoproteína encontrada no sangue e associada a vários processos biológicos como adesão e diferenciação celular e reparação de
tecidos. Todos estes efeitos são fundamentais e primordiais para o tratamento de estrias de pele e também flacidez tissular.

Carboxiterapia para gordura localizada?

Sim, Carboxiterapia é um excelente tratamento para gordura localizada, o CO2 tem a capacidade de estimular receptores beta adrenérgicos no tecido adiposo, o que ocasionaria, por consequência, a lipólise do triacilglicerol armazenado no adipócito. Além disso, algumas pesquisas em animais mostram uma ação direta do gás carbônico sobre adipócitos, rompendo-lhes a membrana citoplasmática e as eliminando.

Carboxiterapia para celulite?

Não, até o momento não existem estudos com rigor internacional que sugiram a eficiência ou indiquem a utilização da técnica de carboxiterapia para tratamento de celulite e, também de alterações cicatriciais. essa indicação parte apenas dos difusores da técnica. Pelo menos, é isso que os autores publicaram na Revista Brasileira de Cirurgia Plástica. o problema é que além de não existirem estudos, a carboxiterapia pensando na fisiologia, poderia inclusive piorar o quadro de celulite, pois, pode incrementar a inflamação e consequentemente ampliar o processo fibrótico envolvido na patogênese da celulite.

Qual o preço de uma sessão de Carboxiterapia?

Falar de preço é um tanto quanto complexo em um país como o Brasil, com dimensões continentais e exorbitantes diferenças culturais e socioeconômicas, contudo, a estimativa dos valores de uma sessão, pode ser pensada a partir do valor de investimento do equipamento, com a soma da hora de trabalho do profissional. O preço médio do aparelho de carboxiterapia é R$ 8.000,00 (valor que deve ser diluído nos atendimentos) e o valor do profissional que é muito variável, entretanto, uma sessão apresenta-se na média de R$ 150,00.

 Referências Bibliográficas

Does carbon dioxide therapy really diminish localized adiposities? Experimental study with rats.

http://www.redalyc.org

Carboxiterapia: buscando evidência para aplicação em cirurgia plástica e dermatologia

http://www.scielo.br/

Raciocínio Clínico Aplicado à Estética Corporal

http://www.editora.esteticaexperts.com.br/

Live

REPRISE|LIVE|CARBOXITERAPIA

[REPRISE] Confira os melhores momentos da live de ontem 😀 O tema foi Carboxiterapia, e falamos das evidências científicas do uso da técnica em diversas afecções. Se quiser ter acesso ao conteúdo completo, se inscreve agora na plataforma Estética Experts, e garanta acesso ilimitado a todos os cursos, vídeos, conteúdos e descontos exclusivos nos lançamentos da marca 😀 ? http://esteticaexperts.com.br/

Publicado por João Tassinary em Sexta, 16 de fevereiro de 2018

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here